Nova Linha da Barbie

Quando eu era pequena, amava brincar com a minha Barbie. Gostava de como ela podia fazer o que quisesse, pois via nas lojas vários modelos com todo tipo de profissão e pensava em ser como ela, para seguir meu sonho e poder ser quem eu quisesse. E pra ser bem sincera, nunca pensei realmente na estética da boneca, pois ela ser alta, magra e loira nunca me influenciou, não era exatamente o “tipo” que eu gostaria de parecer, além de ter algumas características em comum com ela. Mas não é porque isso não mexeu comigo que nunca foi problema para outras crianças, que não conseguiam se enxergar no brinquedo preferido, sendo ela um “ideal de beleza” tão distante da realidade de algumas meninas.

Apesar de eu ver na Barbie um exemplo que podia ter uma carreira linda e, com seu trabalho, ter roupas lindas, uma casa legal e até um carro, sei que muitas menininhas queriam ser brancas, loiras e atléticas, pois “somente isso faria delas bonitas” e “só assim seriam bem sucedidas”. Mas é claro que esse tipo de discussão só apareceu recentemente, pois antes, ver um problema como esse não era importante, não valia a pena mudar a tradicional Barbie pela influência que elas talvez  fossem causar no psicológico infantil. Ainda bem que isso mudou.

barbie-capa

E agora, finalmente temos uma linha que aproxima a boneca da realidade, que faz com que seja possível que toda menina consiga se ver e se espelhar na Barbie para entender que como ela, também pode chegar onde quiser. A Mattel acaba de lançar novos 3 tipos de corpo (tall, curvy e petite) além da clássica, com 7 tons de pele, 22 cores de olhos e 24 tipos diferentes de cabelo. Isso consegue abordar todo tipo de garotas existente? É claro que não, mas já é um passo muito grande, né? E apesar de ainda haver marcas tentando vender essa ideia da superioridade da pele clara (veja aqui), estamos vendo a diversidade ganhar força para que seja respeitada desde a mais tenra idade.

Dá uma olhada nas novas bonecas:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

Gostaram?

Comentários no Facebook

Comenta aí...